Accueil

Conheça todos os tipos de Cirurgia das mamas

Forums:

A cirurgia plástica nos seios pode ser feita para aumentá-los, diminuí-los, levantá-los e até mesmo para reconstruí-los, nos casos de remoção da mama, devido a câncer da mama e, pode ser feito em mulheres ou homens. Esta cirurgia, geralmente é feita com anestesia geral e demora em média 1 hora e, a pessoa fica internada na clínica durante cerca de 2 dias.

A cirurgia das mamas só deve ser feita a partir dos 18 anos, pois só a partir desta idade é que a mama já se encontra desenvolvida e, os menores de idade precisam de uma autorização por escrito de seus responsáveis.

Os 4 tipos de cirurgia plástica nos seios são:

1. Mamoplastia de aumento

A cirurgia plástica para aumentar os seios, conhecida por mamoplastia de aumento, é feita quando se deseja aumentar o tamanho da mama, pois esta é muito pequena e causa autoestima baixa ou após amamentar e a mama perde muito volume.

Nestes casos, é colocada uma prótese de silicone que faz aumentar o volume e, o tamanho da prótese varia com o corpo da pessoa e com o desejo da mulher, podendo ser colocada por cima do músculo do peito ou por baixo deste.

Normalmente, a prótese de silicone pode ser colocada fazendo um corte na base da mama, através da axila ou pela aréola, ficando a cicatriz no local onde foi feito o corte.

2. Mamoplastia redutora

A cirurgia plástica para diminuir o tamanho da mama é feita quando a mulher deseja diminuir seu tamanho, devido a tamanho muito grande em relação ao corpo, quando tem dor de costas constante ou apresenta baixa autoestima.

Nesta cirurgia, é removido o excesso de gordura e pele, atingindo-se um tamanho de mama proporcional ao corpo. Veja quando é recomendado realizar a Mamoplastia redutora.

3. Mastopexia - Cirurgia plástica para levantar os seios

A cirurgia feita para levantar os seios é conhecida por lifting da mama ou mastopexia e, é realizada para dar forma à mama, principalmente quando esta está caída e flácida, que ocorre normalmente a partir dos 50 anos, após amamentação ou devido a oscilações de peso.

Nesta cirurgia, o cirurgião levanta a mama, removendo o excesso de pele e comprimindo o tecido, sendo comum realizar esta cirurgia em simultâneo com mamoplastia de aumento ou redução, de acordo com os casos. Saiba porque fazer uma Mastopexia pode trazer excelentes resultados.

4. Cirurgia plástica para reconstrução dos seios

A cirurgia para reconstrução da mama é realizada para alterar a forma, o tamanho e a aparência da mama, principalmente após remoção de parte da mama devido a situações de câncer.

No entanto, também pode ser feita apenas reconstrução do mamilo ou da aréola, quando esta é grande ou assimétrica e, é comum, também ser feita mamoplastia para tornar a mama mais bonita e natural.

Como se preparar para a cirurgia plástica nos seios

Antes da cirurgia plastica nos seios, a mulher deve estar totalmente informada sobre o preço, tipo de anestesia, procedimento e quais as possíveis complicações da cirurgia.

Além disso, deve fazer exames de sangue no laboratório e seguir todas as indicações médicas como evitar tomar alguns remédios como aspirina, anti-inflamatórios e medicamentos naturais no mês anterior à operação, pois podem aumentar o sangramento.

O médico também pode recomendar a toma de antibiótico uns dias antes da cirurgia e ajustar a quantidade de remédios que já toma diariamente para não afetar os resultados da cirurgia.

Pós-operatório da cirurgia plástica nos seios

Depois da cirurgia plástica nos seios é normal sentir dor na zona do peito e algum desconforto e a recuperação demora em média 2 semanas, ficando o paciente internado até 3 dias. Durante o período de recuperação, deve-se:

Dormir sempre de barriga para cima;

Usar uma bandagem elástica ou sutiã, para suportar a prótese durante pelo menos 3 semana, no caso de mamoplastia de aumento, sem nunca tirar;

Ficar com um dreno, que é um recipiente para onde sai o excesso de sangue acumulado e evitar complicações, durante pelo menos 1 dia;

Retirar pontos e curativos entre 3 dias a uma semana;

Evitar fazer muitos movimentos com os braços, como conduzir automóveis ou fazer exercício intenso, durante 15 dias;

Tomar a medicação analgésica, anti-inflamatória e antibiótico segundo as orientações do médico.